quinta-feira, 15 de abril de 2010

Impossíveis Possibilidades


A cada gota que nasce no céu

A cada passo que eu caminho na vida
A cada sentimento que chora nesses últimos dias
Estão virando dias passageiros
Que passam e não voltam
Que nasce e não morre
Que some na neblina fria
E não volta nos dias de sol

Estou sonhando, sonhos impossíveis
Estou vivendo, uma vida impossível
Estou falando, palavras impossíveis
E até a morte fardada no escuro,
Escolhendo a dedo suas vítimas
Estão virando, mortes impossíveis.

Está tudo perdido,
A dor
O sacrifício
O amor
Estou me entregando
à noite, à escuridão
Estou me matando
Com facadas no coração
Estou lhe oferecendo amor
E sei, impossíveis possibilidades.
-.........................................João Victor Elias

Nenhum comentário:

Postar um comentário