terça-feira, 30 de março de 2010

Um grande erro




Já não sei se consigo falar o que sinto
No momento você esta aqui mais não sei se é o certo
Pois eu sei que é o que você não quer

Saiba que me magôo às vezes por não ser desse jeito
Mas saiba que o que sinto por você esta mais além do que nossa amizade
Mais não vou me aproximar
Vou ficar aqui tentando curar as lagrimas
Que já saíram por você

Desculpe-me pelas vezes que não intendi o que você disse
Pensei que era pra mim
Mais estava enganado
Ainda dizia que eu estava brincando
E ria para não mostrar o quanto estava com raiva

Tento esconder os sentimentos para não perder o que ainda me resta
Mais vou tentar te esquecer
Pois sei que não é isso o que queres
E sei que será o melhor para nos dois

-........................................João Victor Elias

domingo, 28 de março de 2010

Interrogação

Que mundo é esse?
O mundo que trás lixo para as casas
E nunca sabe se na verdade sabe
Que mundo é esse?
Que trás tristeza em vez de salvação
E fome em vez de sustentação
Cadê o meu mundo?
Que ajuda os necessitados
E sabe se sustentar
Com o que ganha honestamente
Sem ferir para ganhar

Ou até roubar pra vencer
Matar pra viver
Pegar de quem não tem
Para se sentir no poder

Não quero mais
Já me cansei
Estou aqui, mais ninguém esta me vendo
Ou até me chamando de idiota
Por não saber o que fazer
E nem saber perder
Pois já entendi o jogo
E agora jogar o que?
Vamos jogar a miséria do poder?
Jogar a policia para vencer?
Jogar o pobre pra morrer?
Jogar infelicidade para quem não tem um pão para comer?
Dar dinheiro pra pagar impostos?
Mais que impostos?

Quero ser livre
Quero viver
Quero ter a vida que sonhei
Mais não pude ter

Já pensei em suicídio
Mais suicídio pra que?
Se posso continuar tentando
Mesmo com as desesperança que anda me seguindo
Mesmo com a falta de respeito dos cidadãos
Mesmo com a justiça se partindo
E com a anormalidade de um povo que não pensa mais em ser o que um dia pensou ser!
Vamos tomar juízo
Mais juízo não se compra
E nem se vende
E assim é bom
Tomarmos consciência
Em vez de gastar dinheiro com o que vê
Ou com o que os olhos viram.

Por que é que são todos assim?
Por que é que ninguém consegue entender?
O mundo foi feito, para viver, e aprender a sofrer
Que tudo isso
Não vale a pena se gabar
Uma pessoa que se gaba sem cabeça
Não vale a pena tentar
Pois o melhor
Tenho certeza
Não lhe acontecera

Errando, foi como aprendi a viver
Aceitando os erros
Aceitando que todos estão diferentes
Não sei por mim
Mais o que houve?
Será que foram induzidos?
Perderam sua conservação!

Até lá, vou tentando
Tentando caminhar
Com os pés nus no espinho
Tentando a dor
Para o tempo passar
Vou me sacrificar
Vou tentar aceitar
Que não vamos mudar o agora
Mais o que virá!


- de:João Victor Elias